bla bla car é seguro

Você com certeza já deve ter percebido que a concorrência no mercado imobiliário tem crescido cada vez mais.

O advento da internet tornou o acesso à informações muito mais rápido.  Os mecanismos de busca, como o Google, tornaram acirradas as disputas entre as empresas por um espaço na tela do público.

Hoje, mais do que nunca, explorar o que a sua imobiliária ou construtora tem de diferencial, pode ser o ponto chave para te destacar entre a concorrência.

Fazer com que a sua Imobiliária ou Construtora seja a primeira a ser encontrada quando o seu público procurar uma solução te colocará em vantagem na busca por vender mais.

Mas não se engane!

Atingir o topo do ranking de buscas do Google é, sem dúvidas, um desafio.

Você está preparado?

Se não estiver, fique tranquilo.  Estou aqui para ajudá-lo.

Fica comigo que neste artigo eu vou te ajudar a entender um pouco melhor como funciona o rankeamento que o Google faz dos sites e como você pode fazer a sua imobiliária ou construtora chegar às melhores posições.

O SEO como vantagem para destacar sua imobiliária ou construtora entre os concorrentes

Antes de entender como funciona o rankeamento dos sites no Google e como fazer a sua imobiliária ou construtora chegar ao primeiro lugar, é preciso que você conheça um pouco mais sobre SEO (Search Engine Optimization).

No bom português, SEO se refere ao conjunto de técnicas utilizadas para otimizar suas páginas, sites e blogs nos mecanismos de busca.  É essencial para as empresas se sobressaíram diante da concorrência, ganharem destaque e demonstrarem sua autoridade no ramo.

Explorar bem essas técnicas de SEO para a sua empresa, pode ajudá-lo a aparecer entre os primeiros lugares nos mecanismos de busca.

Mas, por que isso é tão importante?

Segundo uma pesquisa realizada, os 3 primeiros resultados orgânicos do Google recebem 61% dos cliques.  Além disso, 33% dos cliques nos resultados orgânicos, são dados no primeiro resultado.

São números bastante altos, você não acha?

Se a sua imobiliária ou construtora não estiver entre os primeiros lugares – especialmente na primeira página de resultados – a chance de que os clientes tomem conhecimento da sua empresa, são muito baixas.

Mas então, quais são os fatores que o Google leva em consideração?

Para que você não tenha mais dúvidas separei 25 fatores que o Google leva em conta na hora de rankear os sites. Confira!

Fatores que o Google quer no seu site imobiliário

 

  • Velocidade de carregamento das páginas

 

Ninguém gosta de sites lentos, muito menos o Google. Se você possui muitas imagens pesadas e leva mais de 2 segundos para carregar, provavelmente seu site será penalizado.

Busque otimizar as imagens que possuir em seu site. Quer saber como? Veja a dica abaixo e aproveite!

Dica: Utilize o Google Speed Insights para analisar a performance do seu site e contrate um programador experiente para otimizá-lo dentro destes requisitos técnicos. Você também pode utilizar a minha ferramenta de SEO para imobiliárias.

 

  • Autoridade de Domínio

 

O mesmo conteúdo em diferentes domínios podem ter posicionamentos diferentes nas buscas.

Um dos fatores preponderantes é a autoridade do domínio, que utiliza como indicadores o tempo de existência e “consistência” ao longo do tempo.

Dica: Evite publicar o mesmo conteúdo em 2 sites ou em 2 páginas diferentes.

 

  • Marketing de conteúdo: originalidade e relevância

 

A originalidade é levada muito em consideração. Ou seja, por mais rápido que seja o seu site, de nada vai adiantar se ele for uma simples cópia de informações na internet.

Nesse caso, a dica que eu deixo é a seguinte: produza conteúdo. Crie um blog e o alimente com informações próprias.

Esse será um passo muito importante para que seu site ganhe a relevância que merece.

Dica: Mantenha um blog com publicações regularmente.

 

  • Tamanho de conteúdo

 

Se você vai criar conteúdo, porque não se jogar de cabeça nele? Ao pensar em um conteúdo para seu site, pesquise a fundo o que vai ser publicado.

O tamanho do conteúdo é fundamental, pois quantos mais informações relevantes, maiores as chances do Google classificar seu conteúdo com mais relevância.

Apenas cuide para acabar não “enchendo linguiça“ apenas para tornar seu texto grande.

Dica: Escreva artigos acima de 2000 palavras, mas com relevância nas informações. Nada impede de produzir conteúdos menores, principalmente notícias que podem conter entre 500 a 800.

 

  • Palavras-chave no título

 

Agora que você já está mais familiarizado com o mundo do SEO, saiba que o título da sua página é um elemento altamente importante para essa estratégia de posicionamento.

Muito importante salientar que a palavra-chave não é necessariamente o título do assunto, mas sim, uma propriedade do código HTML que fica visível na aba do navegador, ou mesmo na página de resultados do Google.

As palavras-chave devem estar preferencialmente no início. Isso será um fator decisivo para melhor posicionamento de sua página.

Dica: Escreva títulos atrativos

 

  • Palavras-chave no conteúdo

 

Além do título de seu conteúdo, é fundamental que as palavras-chave que você escolher estejam posicionadas dentro de seu texto.

Melhor ainda, insira-as entre as 100 primeiras palavras. Você pode também inserir palavras em subtítulos. Porém, não utilize em excesso, isso pode fazer soar como se você estivesse forçando a barra.

Traduzindo: escolha a palavra-chave mais adequada ao seu conteúdo. Utilize no título e no conteúdo do seu site, mas sem abusar da quantidade de repetições.

Ao seguir essas pequenas regras, seu site ganhará muita relevância em relação a concorrência.

 

  • Palavra-chave no H1 da página

 

A estrutura de Headings de sua página (H1, H2, H3, etc) é altamente relevante para buscadores, em especial o Google. Utilizar de maneira adequada organiza seu conteúdo por ordem de importância.

Lembre-se, o H1 é sempre a TAG mais importante e incluir a palavra-chave nesse campo é fundamental para um bom SEO.

 

  • Tempo de permanência na página

 

Para muitas pessoas, a palavra retenção não quer dizer muita coisa, mas para o tio Google, esse é um indicador muito importante se o seu site possui um conteúdo realmente relevante.

Assim como no Youtube, seu site deve possui conteúdo relevante a fim de que o visitante permaneça por mais tempo dentro da página.

Para os indicadores do Google, quanto mais tempo o visitante passar em seu site, melhor é o seu site imobiliário.

 

  • Design responsivo

 

Responda rápido: Você conhece alguém que não possua um smartphone?

Talvez você pode até encontrar uma ou duas pessoas que dispensem tal tecnologia, no entanto, é inegável que a grande maioria de seus conhecidos utilizam esse recurso.

Mas isso não é apenas uma regra de seu círculo de amigos. Hoje em dia, mais de um terço da população mundial está conectada a internet por meio de um smartphone. Para se ter uma noção, o Brasil é o 5º país em ranking de uso diário de celulares no mundo.

Mais da metade das buscas no Google já são feitas diretamente desse tipo de aparelho móvel.

Ou seja, se o seu site não estiver pronto para receber seus clientes através desse tipo de  plataforma, você corre sério risco desse público não navegar nas suas páginas.

Um site com design responsivo nada mais é que uma plataforma que se ajusta a qualquer dispositivo que seu cliente esteja utilizando. Seja ele um PC, notebook, tablet ou mesmo um smartphone.

 

  • Certificados de Segurança

 

Se você nunca viu no canto superior esquerdo da sua barra de pesquisa no Google, ao entrar em um site, ele vai te mostrar se o mesmo possui os certificados de segurança adequados para evitar possíveis invasões ou furto de informações.

Dessa forma, é muito importante que seu site possua os certificados de segurança SSL e HTTPS. Ele com certeza ganhará relevância e prioridade para o Google.

 

  • Usabilidade

 

Por melhor que seja o seu site, se ele não for intuitivo ou mesmo de fácil compreensão para seu cliente, de nada irá adiantar todos os outros cuidados.

Ou seja, sempre que for construir seu site imobiliário, leve em conta a facilidade com que seu cliente irá encontrar as informações em sua plataforma.

 

  • Meta Description

 

Sempre que fazemos uma pesquisa no Google, uma série de sites são sugeridos. Para saber do que se trata o conteúdo, cada link apresenta um pequeno texto abordando o conteúdo do link acima.

Ou seja, com uma meta description bem escrita e utilizando corretamente as palavras-chave, maior será a probabilidade de seu cliente entender que seu site é a opção ideal para que ele encontre o que está buscando.

 

  • Atualização de conteúdo

 

Os robôs inteligentes do tio Google costumam priorizar sites que tem por hábito atualizar seu conteúdo interno.

Em algumas páginas, as datas de atualização são apresentadas no site. Desta forma, mais do que oferecer conteúdos de qualidade, é importante que você mantenha as páginas do seu site imobiliário sempre com conteúdos fresquinhos.

 

  • Sites com autoridade

 

Quando seu site recebe links de outras páginas consideradas relevantes na internet, isso conta muito para que sua página conquiste pontos com o Google.

 

  • Otimização de imagens (tag alt)

 

Para identificar imagens e referenciá-las, o Google precisa que você informe do que se referem. Por isso é fundamental que seu site possua tags alt (texto alternativo) e src (nome do arquivo).

Para otimizar ainda mais essa função, utilize palavras-chave do seu conteúdo para aumentar sua relevância.

 

  • Breadcrumbs

 

Breadcrumbs, ou migalhas de pão, na tradução literal, é o caminho que seu cliente utiliza para chegar a uma página (Ex.: home > imóveis > aluguel > cidade).

Além de situar o usuário de que página ele se encontra, ele ajuda o Google a entender a arquitetura de seu site imobiliário.

 

  • Dados estruturados (Schema.org Rich Snippets)

 

Rich Snippets são marcações no código de uma página que oferecem maiores informações aos resultados de busca, como breadcrumbs e classificação em reviews.

Para medidas de rankeamento isso não é um fator preponderante, porém, acaba gerando mais cliques.

 

  • Parágrafos curtos

 

Para evitar que seu cliente divague sobre o que está lendo, é importante que seus textos sejam inteligentes e tenham parágrafos menores.

Mas o que isso irá ajudar no rankeamento do Google?

Simples, quanto mais atraente for seu texto, maior será a retenção na sua página. Quanto maior a retenção, mais o Google vai entender que seu site imobiliário é relevante.

 

  • Quantidade de Outbound links

 

Mais do que possuir links de saída, é necessário que eles sejam de boa qualidade e procedência para que seja um fator altamente positivo. Isso ajuda a mostrar ao Google que seu site também é confiável.

 

  • Temas dos Outbound links

 

Um ponto a se observar é para que página(s) seu site está direcionando conteúdos, pois para o Google, esse é um sinal de relevância.

Dica: Procure fazer o direcionamento de links para páginas que tenham a ver com a área na qual a sua imobiliária atua para não correr o risco de ter seu site imobiliário relacionado a temas irrelevantes ao seu negócio.

 

  • Conteúdo multimídia

 

Você pode investir sem medo em conteúdos variados para apresentar soluções aos seus leitores.

Vídeos, textos, fotos ou mesmo gráficos costumam preencher as lacunas de informação que seus clientes desejam saber.

Não tenha medo de ousar nos formatos. Nesse caso, vale muito mais a pena pecar pela ação, do que pela omissão.

 

  • Tamanho da URL

 

Crie URL’s curtas e objetivas. É uma dica simples, mas capaz de fazer sua página performar de maneira muito mais clara e objetiva.

Um exemplo: www.seusite.com.br/venda/apartamentos/sp-sao-paulo

 

 

  • Fontes e referências

 

Não tenha receio de referenciar estudos e matérias que você se baseou para enriquecer seu conteúdo.

Afinal de contas, você não é o detentor de todo o conhecimento do mundo. Fazer isso é sinal da qualidade do seu conteúdo e mostra que você procurou estudar diversas fontes para se informar.

Cite suas fontes.

 

  • Links internos

 

Se você já iniciou seu trabalho de criação de conteúdo, nada melhor do que referenciar textos criados anteriormente para complementar os novos conteúdos. Isso criará ainda mais relevância para seu material digital.

Dica: Produza artigos sobre os empreendimentos em lançamento e faça links para Landing Pages de cada produto.

Você também pode citar as páginas com listas de imóveis de terceiros ou em aluguel. Sempre de forma filtrada e alinhada com o tema do artigo.

 

  • Conserve a alma do seu site imobiliário

 

Sempre que nos deparamos com algo feito com o coração e verdade, a probabilidade de identificação é muito maior.

O que eu quero dizer com isso? Por mais que você tente estruturar seu site imobiliário da melhor maneira possível, seu cliente saberá se você está apenas o enganando ou então apresentando a sua verdade.

Ou seja, sempre se certifique de que o seu conteúdo está de acordo com a missão, os valores ou a filosofia de sua imobiliária.

Se você está certo dessas afirmações, seu site será um sucesso!

 

Não perca dinheiro com o seu site imobiliário

Mais do que saber o que fazer, é preciso saber quais erros não cometer na hora de se posicionar no Google.  Esteja atento e não perca o seu dinheiro com as práticas erradas de SEO.

Se tiver, dúvidas, fiz um post específico dos erros de SEO que te fazem perder dinheiro e que você confere aqui.

 

A hora de fazer a diferença é agora!

Como te mostrei nessas breves dicas, existem sim várias formas de atingir as primeiras páginas do Google utilizando estratégias simples na construção de seu site imobiliário.

Ao longo de meus anos de trabalho, pude comprovar empiricamente o resultado positivo de levarmos em consideração todos esses detalhes na arquitetura do seu conteúdo e da sua plataforma digital.

Além dessas, venho me especializando cada vez mais em aproximar soluções que irão diminuir custos e maximizar os resultados dos meus clientes.

Entre em contato e agende uma conversa. Posso te garantir que você vai se surpreender com o que tenho para lhe apresentar!

Posts Recomendados

1 Comentário


Fazer comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *